6 de set de 2009

Auto-estima

Uma coisa que me irrita putaqueparilmente é auto-estima próxima do inferno,vc abre sua vida para que outros também te cobram, dão pitaco e concordam. Vc que me conhece sabe que eu sou realmente essa porra louca, um ser completamente confuso, mas tem pessoas (que obviamente não convive comigo) que me obriga a parecer um cordeirinho E aí que eu te falo: Aprovação!!!! Carência!!!! Apesar de eu achar que tenho cu para aguentar as críticas, nem sempre quero ter que rebatê-las com com palavras chulas, quero apenas ser aceita, mesmo que isso me custe fazer um teatro ximfrim. O que mais me impressiona é que fazemos isso no trabalho, nos relacionamentos, na família e nessa de vez em quando nos perdemos na encenação. Esquecendo realmente quem somos ou o que queremos, comprando sonhos e vontades alheias. Se arrumando e vivendo para obter aprovação de pessoas que estão cagando na nossa existência. Talvez esteja na hora de eu começar a rever meus conceitos sobre isso, afinal, pra que eu estou tentando tanto conseguir convencer algumas pessoas que minha vida é perfeita e eu sou bem resolvida? O que você quer saber que as pessoas dizem sobre você? Acredito fielmente que não precisamos ser “bonzinhos”, até porque eu odeio ser boazinha – acho que se conseguíssemos ser apenas honestos – conosco – muitas situações podem ser modificadas. Não pensem que eu ando lendo muito livro de auto-ajuda, apenas eu sei todos os dias que tenho a opção de mudar tudo ou continuar na mesma, se eu continuo na mesma, dia após dia é porque sei que não estou em condições no momento de mudar, mas não minto para mim, sei que quando puder, farei. É importante lembrar que a opção sempre é nossa. E nunca estamos sem opção nenhuma. A responsabilidade pela nossa vida é muito “pesada”, mas quando você descobre que isso é uma verdade, se sente livre, pois tem todas as ferramentas para fazer diferente. Se assim você quiser. Minha vontade é de sair correndo, de sair gritando e simplesmente parar com tudo isso. Abandonar os livros, o trabalho e ir para a selva comer formigas... aí vc arruma mais um motivo qualquer para seguir em frente e vai... tomando no rabo daqui e dali, enfiando uma balinha na boca para adoçar a existência e chorando internamente não ser ainda aquilo que quer... e fazendo um pouco menos que deveria para isso se tornar real. E você reclama isso tudo para a única pessoa que te entende, você mesmo...... ou deveria entender. Será que tudi isso é carência familiar??? É foda ficar longe da familia.... Mas querem saber? Foda-se, eu não tenho mais medo da dor, eu não tenho nada a perder. Enquanto eu puder ficar com cara de imbecil, ficarei. Se tudo der errado eu sento no chão e peço uma dose de vodka mais forte. Com a bebida a coisa é diferente, eu tenho um ótimo relacionamento com ela, pena que nem sempre é recíproco.haaaaaaaaaaaaaaaaaa... Quero ir para o céu pelo clima e para o inferno pela companhia....

Um comentário:

REGINA...... disse...

genial Soninha...concordo com tudo e mais um pouco do que vc escreveu...

bjOs...

online