29 de ago de 2007

Esta história se deu em São Paulo com um funcionário da Walita, e saiu em todos os jornais. Era um enorme casamento com cerca de 300 convidados. Depois do casamento, durante o brinde, o noivo levantou-se, foi até o palco e pegou o microfone. Disse que queria agradecer a todos por terem vindo, muitos de tão longe, para assistir ao casamento, e especialmente, ao sogro, por ter providenciado uma festa tão espetacular. Em retribuição a todos os presentes que receberam dos convidados, ele disse que queria oferecer a todos um presente especial só da parte dele. Pediu então que todos abrissem os envelopes que estavam colados com Silver-Tape de baixo das cadeiras. E assim foi. Todo mundo com aquela cara de "que coisa original", "que bonitinho", etc, até que abriram o envelope. Dentro haviam duas fotografias em 20x30 de um dos padrinhos de casamento tendo relações sexuais com a noiva! Ele tinha suspeitado da relação dos dois, semanas antes do casamento e contratou um detetive para os seguir, confirmando as suspeitas. O noivo ficou durante alguns segundos observando as reações dos convidados, virou-se para o padrinho e noiva, e disse para curtirem a festa, e foi embora, deixando uma multidão estupefata. Teve o casamento anulado dois dias depois. Enquanto a maioria de nós teria acabado com o noivado imediatamente após descobrir a traição, ele não. Deixou a coisa seguir adiante como se nada tivesse acontecido A vingança: Fez com que os pais da noiva pagassem mais de $32.000 por um casamento para mais de 300 convidados (o pai da noiva, um militar aposentado, provavelmente vai fazê-la pagar de alguma forma...); Fez com que todos ficassem sabendo exatamente como é que as coisas aconteceram (se ele tivesse cancelado antes da cerimônia, a família da noiva só saberia da versão que ela contasse); Deu fim à reputação da noiva e do padrinho perante todos os amigos, pais, irmãos, irmãs, avós, sobrinhos, tios, tias, etc. Conclusão Em outras palavras, o cara é CORNO... mas é NINJA!!!

Nenhum comentário:

online