14 de set de 2007

Imperdoável



Existe perdão para a falsidade,
para os enganos comuns da humanidade,
para as dificuldades em quitar os compromissos,
nas pequenas mentiras que apagam "incêndios",
existe perdão até para os que cometem delitos diversos,
mas, é imperdoável desistir da própria vida,
dos sonhos que alimentam a trajetória do homem.

Desista de tudo,
de lutar pelo filho que não quer mudar,
da filha que decidiu abandonar a casa em tom de rebeldia,
do "amor da sua vida" que quer "mais liberdade",
do emprego que te suga até a alma,
da escola que só não é mais chata por falta de vagas,
do sonho de cantar na Broadway.

Que se danem os vizinhos "malas",
os parentes fofoqueiros,
os chatos de plantão,
o que importa é que entre mortos e feridos,
você está salvo!

A vida abre portas novas a cada dia,
para a esquerda, para a direita,
é uma festa de oportunidades para quem tem olhos para ver.
Abra os seus, mude o disco, mude a roupa, o estilo,
o penteado, a cor dos sapatos, ande descalço...
só não desista de você.

É imperdoável perdermos alguém tão especial,
tão essencial, como você.

O que é verdadeiramente imoral
é ter desistido de si mesmo.


Clarice Lispector


Nenhum comentário:

online