4 de set de 2007

O QUE FAZ UM RELACIONAMENTO FRACASSAR


Muitos relacionamentos começam com a receita certa para o fracasso. É o que acontece quando o amor é confundido com necessidade e busca-se alguém para suprir carências, preencher buracos emocionais e exercer o papel de "salvador(a)" diante das dificuldades naturais da vida. Fazer isso é o melhor modo de dar partida numa relação falida.

O amor é um sentimento que começa pela aceitação e que leva em conta o outro - alguém com vida própria, com objetivos, limitações e um percurso individual em direção à sua realização.
Às vezes, nada melhor do que descansar a cabeça no ombro de alguém,outras vezes, somos nós que nos transformamos naquele porto seguro.
O que não podemos e não devemos (sob pena de fazer naufragar o relacionamento) é esperar que o outro se torne responsável pela nossa vida.

Assumir a responsabilidade pela própria vida é um dos primeiros passos para ser feliz no amor.
Não há romance que resista às pressões resultantes de exigências, cobranças e expectativas irreais.
Temos, todos, a capacidade de estabelecer objetivos e de lutar por eles, de fazer escolhas e assumi-las, conscientes de que a aprendizagem da vida se faz passo a passo, através da própria experiência.
E a atenção para não buscar num parceiro(a) as qualidades que faltam dentro de si, empurrando para o outro a responsabilidade pelas próprias conquistas.

Quem segue desejando que o outro seja a garantia da satisfação dos seus desejos envolve-se em relacionamentos de dependência, controle, competitividade e outros sub-produtos em que a energia negativa prevalece.

O amor real é aquele que se expressa de todas as maneiras possíveis, com alegria, amorosidade, clareza,confiança, prazer, num movimento de contínuo crescimento.
Esse amor que precisa estar disponível dentro de cada um de nós é o amor que atrai para as nossas vidas a pessoa certa, no momento certo, da forma certa.
Sem receitas, sem fórmulas, sem defesas. Apenas estando disponíveis para experimentar a felicidade.


Nenhum comentário:

online